Atividades experimentais com a professora Cristina Cravino

Turma do 4º B

Gostamos muito das aulas da professora Cristina.Temos alargado o nosso conhecimento através de simples experiências.

Por exemplo:

3* lei de Newton: AÇÃO / REAÇÃO (toda a ação corresponde a uma reação).

 O balão foguetão e o papel saltitante

– Aprendemos que existe eletricidade estática.

-Qualquer corpo é formado por átomos.

-O lançamento de um foguete, baseia-se na terceira lei de Newton, pois o foguete se deslocar-se-á para cima por reação à pressão exercida pelos gases do foguete (a toda ação corresponde uma reação, com a mesma intensidade, mesma direção e sentido contrário)

Observação do Edgar:

-Quando formos para outro nível de ensino já teremos “um lamiré” sobre o assunto, como diz a professora Lurdes.

 

O 4º B, o Português e a realidade do Mundo que nos envolve

Duende… O nosso afilhado de quatro patas.

Na sala de aula conversamos sobre as características dos diferentes tipos de texto e lemos um texto do nosso livro de leitura com o título “Burros”.

Era um texto informativo que falava de um abrigo para burros que já estavam velhinhos ou que tinham recebidos maus tratos, perto da cidade de Mafra. O “Abrigo do Jumento”, da Associação Burricadas angaria fundos para que nada falta aos animais e promove eventos para que as pessoas possam ir participar e conhecer os burrinhos. Há também a possibilidade das pessoas apadrinharem um burro, animal quase em via de extinção.

Nós, a princípio da exploração do texto começamos a ficar muito curiosos  e a professora foi à Internet, escreveu o nome da associação e logo apareceu a explicação que lemos no texto.

A professora perguntou:

– Querem apadrinhar um burro?

– Queremos, queremos! – gritamos entusiasmados.

Então, a professora telefonou do seu telemóvel e logo atendeu o senhor Diogo Pimenta que ficou muito feliz com a nossa ideia. Em seguida, o senhor Diogo disse que para apadrinharmos um burro deveríamos depositar numa conta da Caixa Agrícola a quantia de 25€ e ele depois enviava para a nossa escola o certificado do nosso afilhado de quatro patas. Aconselhou-nos a apadrinhar um burrinho que tem 10 anos e que é muito meigo. Nós aceitamos a ideia.

A professora falou com os nossos pais e cada um de nós contribuiu com 1€ e fizemos o depósito do total.

Estamos muito contentes com a documentação que o senhor Diogo nos enviou. Agora só falta fazermos uma visita ao nosso afilhado. Iremos combinar com os nossos pais e talvez no mês de maio, num sábado conheceremos o Duende.

Turma do 4º B    13-10 2017 Texto coletivo